http://www.imprensaregional.com.pthttp://www.imprensaregional.com.pt/paroquia_fatima
Diretor: Artur Coutinho | Última Atualização: 10-02-2017
Pesquisa:
Acontecimentos
Anúncio das Comemorações dos 50 Anos da Paróquia
19/12/2016, 19:01

Os anos sessenta do século passado corriam velozmente para o seu fim. Viana do Castelo iniciara já um movimento de expansão do tradicional arco definido pela orla do rio e a via-férrea em direção às periferias localizadas a nascente. Novos bairros tinham feito a sua aparição fora do perímetro urbano tradicional e a dinâmica expansiva da cidade extravasando os seus limites históricos de tal modo se intensificou nas décadas seguintes que provocou uma profunda transformação na paisagem física, urbana e populacional de Viana do Castelo. Aos novos bairros habitacionais surgidos da transformação de velhas quintas e terrenos agrícolas veio juntar-se a instalação de equipamentos e serviços sociais, educativos, culturais e desportivos num claro reconhecimento do papel que do ponto de vista urbano esta zona oriental vinha assumindo.
Todas estas mutações, geradoras de novas necessidades e desafios pastorais, conduziram à criação de uma nova paróquia desligada de Santa Maria Maior, considerada insuficiente para fazer frente à multiplicidade de respostas que uma população em crescimento exigia.
Realizados os necessários estudos sócio-religiosos de que foi encarregado o  Pe. António da Costa Neiva, a quem o Senhor Bispo Primaz de Braga (ainda a diocese de Viana não existia) conferiu todos os poderes de pároco, a paróquia viria a ser criada, como paróquia experimental, tendo a Missa celebrada no dia 8 de Dezembro de 1967, na Igreja das Carmelitas, o seu verdadeiro ato fundacional, colocada sob a invocação de Nossa Senhora de Fátima. Mais tarde, e por provisão do Senhor D. Armindo Lopes Coelho, Bispo de Viana do Castelo, datada de 18 de outubro de 1985, passou a paróquia a ter ereção canónica.
De então para cá, muito trabalho e dedicação de sacerdotes e paroquianos leigos, num empenhamento constante em redor do seu pároco e grande motor da Comunidade, o senhor Padre Artur Coutinho, tornaram possível, passo a passo, a construção de uma comunidade dinâmica e comprometida com os valores fundamentais do Evangelho: amar a Deus e ao próximo, visando a construção do Reino de Deus no meio dos homens. A dinamização litúrgica de que sobressaem as celebrações da Eucaristia nos diferentes espaços de culto da paróquia; a organização e animação da catequese; o fomento dos movimentos de espiritualidade; a criação de respostas de caráter social e solidário para a infância, a juventude, os mais velhos, os mais pobres ou desprotegidos; a responsabilização de cada um na construção da comunidade; a criação de estruturas físicas de acolhimento de suporte de todas as solicitações de uma igreja atenta aos anseios e problemas do seu tempo (de que é exemplo o conjunto edificado na Abelheira com Berço, Centro de Dia, Igreja da Sagrada Família…um sonho antigo em grande parte já realizado) exigiram esforço, generosidade e trabalhos redobrados.
Muitos foram os passos, as metas, os trabalhos vencidos; as alegrias, as canseiras e os sofrimentos vividos ao longo destes cinquenta anos. Tempo de nascimento, de crescimento de ideias, de sonhos, de projetos transformados em realizações que animaram o desejo de uma comunidade mais feliz, justa e coesa a caminho da Jerusalém celeste onde a vida alcançará toda a sua plenitude.
Celebrar 50 anos de Paróquia, desta Comunidade, significa olhar para trás e honrar o que fomos capazes de construir, com todos os que nos precederam, e ao mesmo tempo, olhar para a frente e considerar o muito que há para fazer. A vida do homem e das comunidades nunca estará cumprida. São um permanente peregrinar até ao fim das nossas vidas.
Neste caminhar, um tempo de celebração, de reflexão hoje se abre à nossa frente e que se prolongará ao longo de um ano. Para o comemorar, um conjunto diversificado de atos de âmbito litúrgico, social, ambiental, cultural e de lazer repartidos pelos próximos 12 meses preencherão este Ano Cinquentenário da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, as suas Bodas de Ouro. O programa, que com esta celebração se inicia, vai ser divulgado por toda a paróquia.
Todos estão convidados a participar. Todos estamos convocados!
Encerramos ainda há pouco o ano Jubilar da Misericórdia, tempo de graça e de perdão. Com o início destas comemorações cinquentenárias da paróquia, novo tempo favorável se abre ao aprofundamento do nosso compromisso de cristãos e de renovação da dimensão comunitária. Que seja também um tempo de graça, de conversão, de fraternidade e de perdão.
Vamos por isso vivê-lo de forma jubilosa, empenhada e participativa.
Albino Ramalho

Comentários
Não existem comentários.
Publicidade

Previsão do Tempo
Livro de Visitas
08/02/2013, 11:33
Grande colega, muito bom instrutor de gerações de bombeiro, parabéns muito bem merecido este destaque da Paróquia a homens que tudo dão e nada recebem em troca. um seu pupilo.
Jose Salgado
Eventos
Farmácias de Serviço
Ficheiros
This website is ACAP-enabled