http://www.imprensaregional.com.pthttp://www.imprensaregional.com.pt/reconquista
Diretor: Agostinho Gonçalves Dias | Última Atualização: 20-09-2014
logótipo
Publicidade
Pesquisa:
Castelo Branco
Localvisão chegou a Castelo Branco
09/04/2009, 12:14
O projecto procura parcerias locais
O projecto procura parcerias locais
O distrito de Castelo Branco acaba de integrar o projecto Localvisão – Web TV, uma nova forma de comunicar que “dá voz e visibilidade a todos os concelhos”, dando realce a todas as notícias, “da pequena à grande”, privilegiando, durante 24 horas, toda a sua “informação local”. O projecto, que vai ficar sediado no Cybercentro de Castelo Branco, foi apresentado sexta-feira, dia 3 de Abril.
A Localvisão é constituída, a nível nacional, por 308 realidades diferentes unidas sob a mesma marca. É uma televisão local com uma cobertura mundial (através da internet), privilegiando a informação de proximidade, uma vez que a comunidade emigrante é também um dos seus públicos alvo (4,5 milhões de pessoas em todo o mundo). O projecto é 100 por cento privado, mas que segue uma filosofia de serviço público.
No distrito de Castelo Branco, a Localvisão terá 11 canais, em cada um dos seus concelhos, pretendendo emitir uma informação “isenta, incisiva e persistente”.
Lino Galvão, responsável do Cybercentro, recorda que, ao longo dos quatro anos de actividade daquele espaço, o objectivo primordial foi a divulgação das tecnologias da informação, mas nunca deixou de “ter na mira” a criação de um projecto de televisão on-line. Esse sonho ficou adiado, mas agora, “com as parcerias certas, é possível criar esse projecto de comunicação social local. Foi-nos apresentado o projecto da Localvisão e, como os objectivos eram os mesmo que nós tínhamos, foi fácil chegar a um entendimento”. E refere que, depois de Bragança e Guarda, Castelo Branco é o terceiro distrito do país a arrancar com a Localvisão.
Mário Freitas, da Anacom, um dos parceiros de sempre do Cybercentro e agora também deste projecto, sublinha que “não há infra-estruturas sem conteúdos, nem conteúdos sem infra-estruturas, mas nada disto fará sentido sem o utilizador final”, pelo facto de vivermos numa sociedade que “funciona cada vez mais em rede”. E adianta que o projecto da Localvisão “também é interactivo, dependendo da colaboração de todos os parceiros”. E, apesar de no início ter levantado alguma resistência por parte dos meios de comunicação social Mário Freitas esclarece que estes “não podem ser vistos numa lógica de concorrência, mas de parceria, pois hoje um jornal ou uma rádio não podem sobreviver se não tiverem os seus conteúdos em meios de comunicação alternativos. A Localvisão está a procurar parceiros nos meios locais, sem que estes tenham de perder a sua identidade, mas podendo chegar mais longe”.
Carlos Ramalho, director-geral da Localvisão, adianta que o formato on-line foi o escolhido porque ao longo dos anos, os estudos revelam que, tem aumentado a passos largos a existência de computadores com internet nos lares portugueses, sendo também verdade que, cada vez mais, se acede em banda larga. Além disso, são cada vez mais os que querem aceder à informação sempre, onde e como melhor lhes convier.
Além do suporte on-line, a emissão local pode também ser vista em sítios públicos, desde que os aparelhos televisivos estejam ligados a uma “powerbox” que injecte o sinal a nível interno.
Joaquim Morão, presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, afirma que “a divulgação da região é sempre uma mais-valia”, daí ver com bons olhos este projecto, disponibilizando-lhe a colaboração da autarquia.
Autor: Lídia Barata
AVISO
Algumas das notícias disponibilizadas neste sítio são de acesso reservado a assinantes. Para se fazer assinante por favor clique na imagem abaixo. Se já é assinante da edição em papel pode pedir a sua senha de acesso gratuita para assinantes@reconquista.pt. Se já tem a sua senha de acesso aceda na área do assinante.
Área do Subscritor
Comentários
Não existem comentários.
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Para ver o PAPEL DIGITAL, "CLIQUE" na capa do Jornal Reconquista (em baixo), depois de ter introduzido os seus dados pessoais na Área do Assinante
Necessita de se autenticar ou efectuar um registo para visualizar este conteúdo.
Edição 3575 - 18 de setembro 2014
 
Outros papéis:
This website is ACAP-enabled