http://www.imprensaregional.com.pthttp://www.imprensaregional.com.pt/trevim
Diretor: Pedro Júlio Malta | Última Atualização: 09-06-2017
logótipo
Edição:
Sociedade
Menos crimes nos últimos três anos
08/06/2017, 15:42
© Maria João Borges


Quantos concelhos cobre e como funciona o Destacamento?

O Destacamento Territorial da Lousã tem como missão cobrir sete municípios: Miranda do Corvo, Lousã, Góis, Tábua, Arganil, Oliveira do Hospital e Pampilhosa da Serra. Temos ainda no Destacamento o NIC, Núcleo de Investigação Criminal, que tem como principal atribuição os inquéritos de maior complexidade na área destes sete municípios. Temos também o Núcleo de Proteção Ambiental (NPA), que tem o condão de fazer cumprir as normas legais vigentes no âmbito ambiental, e ainda a secção de Programas Especiais que leva a cabo os programas especiais de Idosos em Segurança, Escola Segura, Comércio Seguro, entre outros. Estão todos sedeados na Lousã.

Qual é a função do comandante?

O comandante acaba por ser o gestor de recursos humanos e logísticos e é também o responsável pela parte operacional.

Como é que o destacamento se articula com os postos territoriais?

Tanto o destacamento, como os postos, têm militares que fazem serviços internos com um cariz mais administrativo e são estes que asseguram a interligação com os vários escalões de comando sempre com a supervisão dos respetivos comandantes. Se quisermos pensar em termos operacionais, com as novas tecnologias, a GNR tem uma série de ferramentas que de alguma forma aproximam o patrulheiro dos seus comandos. Nós conseguimos saber todas as ocorrências que estão a decorrer em tempo real, através de uma plataforma informática e isso facilita muito o processo de tomada de decisão e torna muito mais célere a articulação das forças e a resposta que temos de dar para cada situação em concreto.

 

Leia mais na edição impressa do Trevim n.º 1354

Autor: Maria João Borges
Partilhar:
Comentários
Não existem comentários.
Farmácias de Serviço
This website is ACAP-enabled