http://www.imprensaregional.com.pthttp://www.imprensaregional.com.pt/tvs
Diretor: Sérgio Silva (tvs@sapo.pt) | Última Atualização: 30-06-2017
logótipo
Publicidade
Edição:
Pesquisa:
| Castelo de Paiva
Castelo de Paiva cria trilho pedestre com 14 quilómetros de paisagens do Douro
26/03/2017, 20:52

Castelo de Paiva vai criar um percurso pedestre com 14 quilómetros, junto ao rio Douro, que incluirá passadiços, pontes e miradouros em forma de barcos rabelo para atrair turistas do país e do estrangeiro.
"Estamos muito entusiasmados com este projeto ambicioso", comentou o presidente da Câmara, Gonçalo Rocha.
O concurso para a obra foi lançado esta semana e o autarca espera que a empreitada possa arrancar em junho.
"Queremos que este projeto seja uma referência de qualidade na região", acentuou.
O projeto representa um investimento de cerca de 500.000 euros, apoiado por fundos comunitários, no âmbito de uma candidatura apresentada pelo município.
Ao longo do percurso, na margem esquerda do Douro, além dos cais de Midões e do Castelo, haverá miradouros, que "serão barcos rabelos partidos ao meio, que entrarão pelo lençol de água".
"As pessoas ficarão mesmo sobre o rio", disse, prometendo "uma paisagem maravilhosa".
O trilho será bastante sinuoso e terá a preocupação de manter a vegetação original e pontos de informação sobre a fauna e a flora, no contexto de uma preocupação ambiental partilhada com a associação ambientalista Quercus, que é parceira no projeto.
"Queremos promover esta autenticidade", vincou Gonçalo Rocha.
O percurso passará pela aldeia classificada de Gondarém, com as tradicionais casas de xisto, podendo-se observar a serra de S. Domingos.
A porta de entrada do percurso será na zona de lazer do Choupal, junto à foz do Rio Arda, em Pedorido, o ponto do concelho mais próximo do Porto, onde vai também ser feita uma requalificação, dotando-a de vários equipamentos, incluindo zona de merendas.
A construção deste trilho insere-se numa estratégia global que a autarquia está a desenvolver de promoção dos recursos naturais, que incluirá, em breve, outros percursos: rio Paiva, vinhas, montanhas e minas do Pejão.
Gonçalo Rocha fala de "uma grande ambição" para Castelo de Paiva, com estes e outros projetos que serão "um valor acrescentado", no contexto de dotar o concelho de elementos de grande atratividade que o coloquem entre os que, no Vale do Douro, mais condições podem reunir para chamar turistas de todo o país.
Os desportos de aventura, aproveitando as serras e os rios, serão o maior cartaz da bienal do desporto que a autarquia vai organizar, intercalada com a bienal da cultura, cuja primeira edição arranca em julho.
A estratégia inclui também campanhas de promoção regional, nacional e internacional do "enorme" potencial turístico do concelho, com enfoque nas suas riquezas naturais, produtos locais, vinho verde e gastronomia. O primeiro festival da lampreia, que arranca no sábado, no cais de Sardoura, junto ao Douro, também se enquadra nesta dinâmica, acentuou o presidente.

Partilhar:
Comentários
Não existem comentários.
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
This website is ACAP-enabled