http://www.imprensaregional.com.pthttp://www.imprensaregional.com.pt/tvs
Diretor: Sérgio Silva | Última Atualização: 23-11-2017
logótipo
Publicidade
Edição:
Pesquisa:
Newsletter:
Área do Subscritor:
| Castelo de Paiva
Romaria de S. Domingos da Serra esta terça-feira na Raiva (Castelo de Paiva)
04/08/2015, 02:29

 

 

A freguesia da Raiva, o seu povo e os muitos devotos de S. Domingos fazem já os preparativos para a grande romaria que se realiza esta terça-feira, dia 4 de agosto, e que, como de costume, vai levar até ao alto da Serra onde se ergue a Capela em sua honra, milhares e milhares de devotos, uns no cumprimento de promessas, outros para apreciarem as belezas deste magnífico lugar e gozarem da sua aprazível sombra.
S. Domingos, Santo de origem espanhola, nasceu em Valeruega, Espanha, e morreu na cidade italiana de Bolonha, a 6 de Agosto do longínquo ano de 1221.
Ilustre pregador da Verdade, é também festejado em Castelo de Paiva, desde tempos imemoriais. E foi a freguesia da Raiva que enalteceu e disseminou a fé por este Santo tão invocado e lhe ergueu uma Capela lá no alto do Monte que baptizaram com o seu nome e desde então se iniciaram as peregrinações anuais até àquele lugar de devoção, hoje completamente transformado e com condições para bem receber os milhares de fiéis que vão cumprir as suas promessas.
O alto do monte e a Capela começam a ser visitados logo às primeiras horas da madrugada, por pessoas que vêm de muito longe e querem cumprir os seus votos sem pressas e também para fugirem ao calor, porque estando-se no pico do Verão, o sol aperta e torna mais difícil a jornada.
Ao longo dos anos, o cenário do Monte foi-se alterando com a colocação de árvores que oferecem a sombra desejada para quem pretende permanecer no arraial, assistir às solenidades em honra de S. Domingos, conviver com familiares e amigos ou ouvir a sempre apreciada Banda de Música.
Como é de tradição, de manhã, sai uma procissão da Capela de Nª Sª das Amoras, presidida pelo pároco da freguesia e acompanhada pelos penitentes que, durante o penoso trajecto que os leva até lá acima, vão rezando e entoando cânticos de louvor.
Ali chegado o cortejo é celebrada a Missa e feito o Sermão e, terminadas as cerimónias, os romeiros espalham-se pelas vertentes do Monte onde cada um partilha o seu farnel, ao mesmo tempo que descansa e aprecia as delícias de tão aprazível lugar.
O Monte de S. Domingos e a sua alindada capela proporcionam hoje boas condições para acolher esta imensidão de peregrinos, graças ao povo da freguesia da Raiva e aos muitos devotos do milagroso Santo. Pessoas que já não residem na Raiva, mas que têm lá as suas raízes, nunca perderam a sua fé e devoção pelo lugar, em cujos melhoramentos têm colaborado com grande ajuda financeira, e estes, também se sentem honrados e orgulhosos pela importante obra, ano após ano, ali realizada.
Saiba-se que, durante o ano, o local é visitado por muita gente vizinha do concelho de Castelo de Paiva e até de outros mais distantes, que fica deslumbrada com tamanha beleza.
São Domingos espera por nós esta terça-feira, 4 de agosto, para escutar as nossas preces.
Alcino Sousa Alves


Partilhar:
Comentários
Não existem comentários.
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Ficheiros
This website is ACAP-enabled