http://www.imprensaregional.com.pthttp://www.imprensaregional.com.pt/tvs
Diretor: Sérgio Silva | Última Atualização: 23-11-2017
logótipo
Publicidade
Edição:
Pesquisa:
Newsletter:
Área do Subscritor:
| Opinião
Advento
12/12/2012, 21:01


Escreve Agostinho de Freitas Vieira da Silva | Crónica | Opinião | Os artigos publicados nesta secção são de exclusiva responsabilidade dos seus subscritores e não vinculam a opinião do TVS.


Com a celebração da festa de Cristo Rei em que Jesus diz respondendo a Herodes: "é como dizes": Eu sou Rei. Para isso vim ao mundo a fim de dar o testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade escuta a minha voz. Eu sou o Alfa e o Ómega. Aquele que é, que era e que há-de vir, o Senhor do Universo (S. João 18, 33-37) e Apocalipse ap. 1,5-8).
E assim termina o ANO B da Igreja Católica.
Entramos, pois, no ANO C, segundo S. Lucas (21, 25-28-34-36). Jesus exorta-nos a esquecermo-nos a levantar a cabeça, porque a nossa libertação está próxima.
Jesus apresenta-nos a história do fim dos tempos, que será terrível! Então veremos o Filho do Homem vir sobre uma nuvem, com grande poder e glória, Estejai, pois, atentos.
O Advento é, pois, o tempo de vigilância, de reconciliação, de escuta, de atenção, de preparação para o Natal.
É tempo de perdão, de reconciliação, de coragem, de irmos ter com aqueles que até não gostam muito de nós, mas que, porventura, com esta atitude, sejam capazes de nos perdoar e de pensar, também, no tempo forte de reconciliação - o Advento, de modo a ficarem também com a sua consciência pacificada, causa necessária, obrigatória, para poderem partilhar nesta grande festa que, em breve, mais uma vez acontecerá para muitos, que é o Natal, e assim Jesus possa nascer em seus corações.
Mas o tempo do Advento é muito mais que isto. A exemplo de João Batista, sermos também precursores de Jesus, preparando os caminhos do Senhor, endireitar as suas veredas.
Sejamos luzeiros de Cristo, abramos ao Mundo, aos nossos irmãos, os nossos corações, vamos ao encontro daqueles que precisam da nossa ajuda.
Há tanta falta de amor!
Neste tempo de crise, falta tanta coisa a tanta gente! Tais como bens essenciais para a sobrevivência do corpo, mas especialmente aqueles que vivem isolados, abandonados, esquecidos da sociedade, sem uma palavra amiga de ninguém!
Denunciemos esses casos, façamos algo em prol deles, porque nesses está representado o próprio Jesus que vai voltar a nascer pobrezinho e que foi e continua a ser rejeitado por muitos, porque ainda hoje não o querem conhecer, como outrora não o reconheceram e o ultrajaram, não acreditando nas palavras de Jesus, quando ELE respondeu a Herodes que o seu reino não era deste mundo, que o seu reino não seria um reino de Poder, de mentira, luxo e de guerras, mas um reino de verdade, de paz e de amor.
Despojemo-nos do nosso egoísmo, não pensemos só em nós, abramo-nos aos outros, sem exceção, independentemente da cor, raça ou credo, todos são sacrários do Espírito Santo, logo filhos de Deus, pelo batismo.
Mas tudo isto não é fácil e custa, mas o que custa é que é agradável a Deus.Tudo o que fizerdes aos mais pequeninos é a Mim que o fazeis.
Assim, com estas sugestões, termino, com o desejo de que todos incluídos neste espírito de caridade e amor, possamos transformar este mundo de crise e que em todos os lares haja amor, alegria, paz e que o Salvador do Mundo possa ter lugar e assim possamos afirmar dizendo "Vinde Senhor e Salvai-nos".

Partilhar:
Comentários
Não existem comentários.
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Ficheiros
This website is ACAP-enabled