http://www.imprensaregional.com.pthttp://www.imprensaregional.com.pt/tvs
Diretor: Sérgio Silva | Última Atualização: 23-11-2017
logótipo
Publicidade
Edição:
Pesquisa:
Newsletter:
Área do Subscritor:
| Opinião
A propósito de…
20/06/2013, 23:46



Escreve João Ferro (membro do Grupo Municipal do PS da A. M. Lousada) | Opinião | Os artigos publicados nesta secção são de exclusiva responsabilidade dos seus subscritores e não vinculam a opinião do TVS.

 

1. Autárquicas marcadas para 29 de Setembro.
Dia 29 foi a data pretendida pelo PSD/CDS desde o início.
Mas para dar uma ideia de "negociação" pôs em cima da mesa a data de 22, sabendo antecipadamente que a oposição queria as eleições em Outubro.
Assim pôde dizer que houve uma aproximação, uma data de compromisso.
Mas já não pega. A tática já foi usada vezes demais.


2. O nível de desemprego jovem na UE constitui uma "enorme crise", comentou Angela Merkel em entrevista dada esta sexta-feira à BBC News, sublinhando que os jovens europeus sem trabalho devem estar dispostos a "mover-se".
Taxas de desemprego jovem: 1º Grécia: 62,5%. 2º Espanha: 56,4%. 3º Portugal: 42,5%. União Europeia: 23,5% - 5.627 milhões de jovens.
Não seria mais fácil se algumas dezenas de governantes europeus e de países europeus estivessem dispostos a "mover-se"? E, se possível, para bem longe?


3. "Os candidatos do PSD escondem a sua filiação partidária", disse António Costa no programa "A quadratura do círculo", na passada 5ª feira, dia 13 de Junho.
Há quem diga até que existe uma orientação do PSD para que o símbolo do partido não seja colocado nos cartazes de campanha das autárquicas.
Tática idêntica foi utilizada na campanha de Berta Cabral, candidata do PSD nas regionais dos Açores, renegando vezes sem conta as políticas de Passos Coelho e do seu governo. Não lhe valeu de nada.
Disse, nessa altura, Pacheco Pereira num outro programa de "A Quadratura do círculo":
"Ao primeiro sinal de naufrágio, os ratos abandonam o navio".


4. Papa Francisco, no dia 7 de junho de 2013, no Vaticano, dirigindo-se a um grupo de estudantes do Colégio Jesuíta de Itália:
"Temos que nos envolver na política, porque ela é uma das formas mais altas de caridade".
Esclarecedor para aqueles que, falando de caridade, tentam desvalorizar a solidariedade social, a ação política.


Partilhar:
Comentários
Não existem comentários.
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Ficheiros
This website is ACAP-enabled