http://www.imprensaregional.com.pthttp://www.imprensaregional.com.pt/tvs
Diretor: Sérgio Silva | Última Atualização: 23-11-2017
logótipo
Publicidade
Edição:
Pesquisa:
Newsletter:
Área do Subscritor:
| Baixo Tâmega
GNR de Amarante vai ter novas instalações libertando mais espaço para o museu
10/09/2015, 00:58


As novas instalações da GNR de Amarante vão avançar, após 30 anos de impasse, o que libertará espaço para a ampliar o do Museu Amadeo de Souza-Cardoso, foi hoje revelado em sessão pública.

"Foi um processo longo. O atual Governo, consciente da importância desta infraestrutura, deu a este projeto a atenção e impulso necessários", assinalou a ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, que presidiu à cerimónia de assinatura do protocolo para construção de novas instalações para o Destacamento da GNR.

Desde 1985, que o município tentava encontrar uma solução para as instalações da GNR, que permitisse aliviar os serviços da autarquia. A edilidade pretende transferir para as instalações atuais do destacamento, que são propriedade municipal, alguns serviços, libertando também espaço para ampliar o museu.

Na intervenção pública, Anabela Rodrigues desvalorizou os obstáculos que, durante três décadas, impediram a concretização da obra.

"São aspetos já ultrapassados, conseguimos concretizar aquilo a que nos propusemos e o destacamento de Amarante terá um novo quartel já no próximo ano", declarou.

As novas instalações da guarda vão ser construídas no terreno da antiga adega cooperativa de Amarante, desativadas há mais de uma década, também propriedade municipal, prevendo-se um custo de 1,5 milhões de euros.

"A verba está cabimentada e assumida pelo Ministério da Administração Interna", vincou a governante.

O presidente da Câmara de Amarante, José Luís Gaspar (PSD), preconizou, durante vários anos, na oposição, a realização do projeto naquele terreno.

Hoje, quando o seu desejo se tornou realidade, manifestou a satisfação por ter sido resolvido o problema que, disse, parecia uma telenovela.

"Logo que assumi funções, disse ao então ministro da Administração Interna que isto parecia uma novela mexicana e que teria de acabar. Felizmente que esta vai ter um final feliz", disse o autarca.

Aos jornalistas, o edil perspetivou que o novo equipamento possa trazer mais efetivos para Amarante, lembrando que as atuais instalações, por serem pequenas e terem poucas condições, não comportavam mais militares.

O novo espaço para a autoridade policial no concelho vai ser edificado no âmbito de um protocolo entre a Câmara de Amarante e o Ministério da Administra Interna.

O município efetuou recentemente a limpeza do espaço e a demolição da antiga adega.

"O protocolo estabelecido é de 1,5 milhões de euros, caso seja superior a este valor, o diferencial será a cargo do município", explicou José Luís Gaspar, em declarações à Lusa.

Previu ainda que a obra possa ser lançada até ao final deste ano, pela câmara municipal.


Partilhar:
Comentários
Não existem comentários.
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Ficheiros
This website is ACAP-enabled