http://www.imprensaregional.com.pthttp://www.imprensaregional.com.pt/tvs
Diretor: Sérgio Silva | Última Atualização: 23-11-2017
logótipo
Publicidade
Edição:
Pesquisa:
Newsletter:
Área do Subscritor:
| Magazine | Música | Espetáculos
Lotação esgotada no festival Super Bock Super Rock para Florence + The Machine
19/07/2015, 04:45

O recinto do festival Super Bock Super Rock (SBSR), no Parque das Nações em Lisboa, encheu para assistir ao regresso a Portugal de Florence + The Machine e à estreia dos FFS (projeto que junta Franz Ferdinand e Sparks).

De acordo com a organização, estiveram no sábado (terceiro e último dia da 21.ª edição do SBSR) no recinto cerca de 20 mil pessoas, a lotação máxima do espaço. A maioria encheu o Meo Arena, perto da 01:00 de hoje para ver Florence Welch e a sua banda.

Vestida de branco integral e descalça, a cantora foi recebida em euforia pelo público que ao longo de duas horas, tal como ela, cantou, saltitou e dançou.

A dada altura, Florence, que desceu várias vezes do palco, sugeriu: "podem ser o meu coro". Mas nem era preciso pedir, as letras estavam todas na ponta da língua, e isso notou-se em temas como "What the Water Gave Me", que abriu as hostilidades, "Shake it Out", "Ship to Wreck", "What Kind of Man", "Spectrum", "You've got the Love" e "Dog Days are Over", que fechou o concerto antes do encore, para o qual ficaram guardadas "Third Eye" e "Kiss with a Fist".

Antes, no mesmo palco aconteceu a estreia dos FFS, projeto que junta os escoceses Franz Ferdinand e os norte-americanos Sparks, em Portugal, que teve direito a uma sala quase lotada.

Durante cerca de uma hora, os músicos interpretaram temas do álbum que gravaram em conjunto, "FFS", como "Call Girl" e "So Desu Ne", e de cada uma das bandas, com novas roupagens.

No Meo Arena ouviu-se, entre outros, "Do You Want To", "Michael" e "Take Me Out", entoada em coro pelo público, temas dos Franz Ferdinand, e "The Number One Song in Heaven" e "This Town ain't big enough for the both of us", dos Sparks.

Antes dos FFS, passaram pelo mesmo palco os Crystal Fighters, para "celebrar a música, o amor e a liberdade".

"Obrigado por partilharem esta realidade connosco. Abracem quem está ao vosso lado, celebrem este momento fisicamente", pediu um dos elementos da banda ao longo do concerto do qual se destacam "You and I" e "Plage", músicas "que passam na rádio", como a Lusa ouviu comentar.

A última noite da 21.ª edição do SBSR fica também marcada pelos espetáculos de músicos brasileiros: Rodrigo Amarante, Banda do Mar (projeto que junta Marcelo Camelo e Mallu Magalhães e o português Fred Ferreira) e Criolo.

Rodrigo Amarante assumiu a difícil tarefa de superar a largueza de espaço do Meo Arena e estar à altura das canções intimistas e acústicas que compôs e gravou no álbum "Cavalo".

Com uma pequena clareira de público junto ao palco, o músico brasileiro, sozinho ou com a banda, cantou, por exemplo, "Irene", "Mon Nom" e "Tardei".

A provar que funciona melhor num registo de festival de verão, com canções pop rock simples, para entoar em coro, a Banda do Mar encheu o palco EDP.

"Mais Ninguém", "Hey Nana", "Sambinha Bom" (tema de Mallu Magalhães), com direito a percussão com três crianças, e "Dia Clarear" foram entoadas em coro, mas o auge foi atingido com "Anna Júlia", tema que repescaram de Los Hermanos, banda da qual Marcelo Camelo faz parte.

Criolo abriu, pelas 00:30, o palco da Sala Tejo, com "Convoque seu Buda", com uma sala que foi enchendo à medida que o espetáculo avançava, com graves deficiências de som.

Horas antes, o rapper brasileiro subiu o palco EDP para acompanhar a portuguesa Márcia em "Linha de Ferro", um dos temas do novo álbum que deu mote ao concerto.

Enquanto Rodrigo Amarante ocupava o Meo Arena, do lado de fora D'Alva, e as canções pop para dançar, enchiam a escadaria do recinto e o pequeno espaço do palco dedicado apenas à música portuguesa.

"É bué lindo ver toda a gente a cantar em português", disse Alex D'Alva Teixeira, vocalista do grupo, perante a enchente, rematando: "Bem-vindos à família D'Alva".

O SBSR regressa ao Parque das Nações de 14 a 16 de julho de 2016.



Partilhar:
Comentários
Não existem comentários.
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Ficheiros
This website is ACAP-enabled